segunda-feira, 28 de julho de 2014

Indiano no Interclubes 2014


19/OUTUBRO - ESPÉRIA x C.A. INDIANO
Fica estabelecido que para os jogos realizados nos campos do Clube Espéria, deverão todos os atletas utilizar somente 
chuteiras society, não podendo participar em hipótese alguma com chuteiras de travas.

Treinos da categoria SUB 15 nos seus dias habituais, quartas e sextas-feiras, das 19h30 às 21h. Todos os atletas estão convocados. Mas nesta reta final de campeonato, o treinador da Sub17, professor Laércio "Lalau", comandará treinos físicos todas as terças e quintas-feiras, no mesmo horário, das 19h30 às 21h.

Confira a programação de jogos do Campeonato Paulista Interclubes entre outras novidades sobre o Futebol menor e as demais categorias no novo site do Clube Atlético Indiano (http://indiano.com.br).



#VamoPraCimaIndiano!!!

imagens : retiradas da página do Facebook Indiano Menor

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Jogo às 22h é um desrespeito ao torcedor


Na discussão da semana, o assunto mais comentado foi o horário de saída dos torcedores que se dirigiram ao novo estádio em Itaquera e o término do serviço prestado pelo Metrô paulista às 00h19, nesta última quarta-feira. Muitos torcedores do Corinthians deixaram a arena por volta dos 35 minutos da etapa final e o estádio foi esvaziando rapidamente.

Porém, quando a Arena Corinthians começou a ser finalmente erguida, muito se falou sobre a distância até o bairro da zona leste de São Paulo. Mas e os torcedores do time alvinegro que moram em Itaquera? Será que eles não encontravam os mesmos problemas com o transporte público sair do Pacaembú, Morumbi ou Canindé?

E os torcedores dos outros clubes? São Paulinos, Palmeirenses, Santistas, Flamenguistas entre outros fans do futebol também não sofrem com o horário final da partida no meio da semana? Claro que sim! E é um problema nacional.

Vejo que o grande problema aqui é a grade de programação da emissora que detém os direitos de transmissão dos campeonatos aqui no Brasil. Seja Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, etc, um jogo não deveria ser iniciado às 22h por vários motivos como a falta de opções no transporte público após o apito final do árbitro, a falta de segurança, o comércio no entorno dos estádios poderia arrecadar mais dinheiro com os torcedores tanto na chegada, quanto na saída da partida, a audiência na TV também seria maior já que muita deixa de assistir o segundo tempo porque no dia seguinte tem que lidar com o seu trabalho. 

Enfim, jogo às 10h da noite é um desrespeito total com todos os torcedores que gostam de futebol.




Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Resumo TCC Pós Gestão Escolar


"O sistema educacional brasileiro iniciou-se durante a colonização portuguesa, passando pelo período jesuíta, imperial e ditadura. Anteriormente havia uma formatação administrativa vertical e hierárquica que caracterizavam pela imposição de alguns e submissão de outros. Pretendemos contribuir para o crescimento profissional dos educadores por meio de estratégias voltadas para os alunos (clientes) durante o processo de gestão escolar nas instituições privadas aproveitando que as escolas particulares suprem a carência da rede oficial de ensino que não consegue atender a demanda da sociedade brasileira. A escola deve acompanhar o ritmo da evolução social e o aprimoramento dos educadores é uma precondição para o desenvolvimento da instituição. As novas teorias administrativas apontam mudanças paradigmáticas, como os inúmeros tipos de liderança e trato com os colaboradores, melhores condições de trabalho e motivação. O diretor escolar foi obrigado a trabalhar com um novo perfil de aluno, administrar recursos, preocupar-se com a qualidade dos profissionais e capitaniar a construção de um projeto com foco na aprendizagem. A montagem de um time vencedor se faz necessário. Um ciclo transformador é gerado quando todos estão entusiasmados e as pessoas precisam se envolver nos projetos que tenham significado em suas vidas para contribuir com inovações. Com a descentralização de decisões, valorização dos profissionais e a contratação de educadores voltados para os alunos, podemos solidificar a imagem e os resultados da instituição de ensino".

Neste trabalho de conclusão de curso baseado em administração escolar, utilizamos o futebol como analogia para destacarmos o investimento no comandante, que no esporte muitas vezes é erroneamente chamado de "professor", os tipos de liderança, a formação de uma equipe campeã e um elenco que vista a camisa do time. Aqui, a escola é um time, o diretor da escola é o presidente do clube, os alunos são os jogadores.


Caso exista interesse em observar nosso trabalho por completo, entre em contato conosco.

Imagem: goal.com, 2013.

terça-feira, 22 de julho de 2014

A volta de Dunga


Depois do vexame em casa, a CBF anuncia oficialmente Dunga como técnico da Seleção Brasileira. Mas o retorno de Dunga neste momento tão infeliz do Futebol nacional indica que nem tudo vai mudar. 

"A era Dunga" marcou o fiasco tático do então treinador da Seleção na copa de 90, Sebastião Lazaroni. Em 1994, Dunga foi o capitão do tetracampeonato brasileiro nos EUA. Na final de 98, sua última copa como jogador, nada pode fazer após derrota por 3x0 diante dos franceses. 

Pela segunda vez, Dunga assume o cargo mais importante para a maioria dos brasileiros. na primeira passagem pela Seleção, o treinador foi campeão de uma Copa América, de uma Copa das Confederações mas foi eliminado junto com seus comandados da Copa da África do Sul em 2010, com derrota de virada para a Holanda, antes da fase semifinal.

Eu esperava uma novidade, mas assim como os políticos que "trabalham" em Brasília, nossos dirigentes do Futebol não estão interessados em mudanças drásticas. Daí, o futebol brasileiro está no mesmo padrão da saúde, da educação, da segurança, do transporte público... 

E não vejo um cenário promissor em nenhum dos setores citados nos próximos 4 anos, nem no cenário político, muito menos no futebol.

Pelo menos, o Dunga fala alemão.


foto: AFP PHOTOS/VANDERLEI ALMEIDA

Treino/Escolinha no Indiano

Quem procura aperfeiçoamento técnico, físico e uma iniciação tática de Futebol, convido todos os "boleiros" com idade entre 12 e 16 anos a participarem dos treinamentos na Escolinha de Futebol do Clube Atlético Indiano.

Dias de treinos: terças e quintas, das 15h30 às 17h. A tarde, o treino continua com o Professor Fábio. Temos outras opções de horários como no período da manhã e outras modalidades como o Futebol de Salão no período noturno.

Visite o Clube Atlético Indiano ou entre em contato com a Secretaria Esportiva:
Av. Francisco Nóbrega Barbosa, 411 - Pq. Alves de Lima (Próx. Shopping Fiesta)
Tel: 11 5890-3666 (secretaria esportiva)


Foto: Arquivo pessoal, 2014.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Treinador estrangeiro? Por que não?


Com a nomeação de Gilmar Rinaldi como Coordenador Técnico de Seleções da Confederação Brasileira de Futebol - CBF, ficou claro que um treinador estrangeiro fica fora de questão neste momento para assumir o cargo de técnico da Seleção Brasileira.

No mundo, existem diversos treinadores trabalhando em outros países e quando o cargo de técnico da Seleção fica disponível, sempre vem à tona o debate: devemos contratar um treinador de fora?

Na minha opinião, sim. Precisamos "sacudir" o Futebol praticado aqui no Brasil. Os treinadores brasileiros de ponta estão muito acomodados com seus altos salários e a rotatividade de postos ficar sempre entre os mesmos profissionais. Um treinador da elite é demitido hoje e em menos de 30 dias, já tem um novo contrato milionário. E isso tudo, sem mostrar um Futebol envolvente, alegre e dinâmico, que sempre foram as características marcantes do país pentacampeão.

É hora de renovar a nossa maneira de jogar!

E eu apoio a vinda de um Pep Guardiola, José Mourinho, Jorge Sampaoli, Van Gaal, etc.

Foto:  Xinhua/Landov/Barcroft Media

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Parabéns Alemanha!!!


A "Copa das Copas" ficou merecidamente com a seleção alemã. O mundial do Brasil mostrou que a posse de bola, a concentração, o trabalho em equipe e a organização tática de uma equipe podem vencer uma Copa do Mundo. Sem contarmos com um planejamento de longo prazo e reestruturação do Futebol dentro país fez com que o time europeu se torne referência no mundo da bola.

Parabéns Alemanha! Quatro vezes campeã do mundo!

Foto: Getty

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Aposentar mais uma camisa?

Da esquerda para a direita, em pé: Luisão, Dida (goleiro) e Cris.
Agachados: Cafú (capitão), Edmilson e Roberto Carlos.
Sentados: Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Juninho Pernambucano e Zé Roberto.

De branco, cor aposentada após a derrota na final da Copa de 1950, a Seleção Brasileira jogou com um uniforme comemorativo aos 100 anos da Fifa, lembrando a primeira camiseta. 

Será que a camisa amarela está com seus dias contados? Afinal, o Brasil é a única grande equipe do Futebol mundial que tomou uma "cacetada" de 7 em uma Copa do Mundo.

Vamos de verde para a Rússia em 2018? Ou nem vamos nos classificar, afinal, teremos que passar pela fase de eliminatórias da América do Sul. Que fase!

(Fonte e imagem: PLACAR)

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Maracanazzo x Mineirazzo?


Qual foi a maior decepção em casa do Futebol brasileiro em Copas do Mundo? A derrota na final contra o Uruguai em 1950, onde precisávamos de um empate para ficarmos com o título ou a goleada de 7x1 imposta pela Alemanha na semifinal de 2014.

Qual a pior decepção brasileira em Copas?
 
 
 
 

E o resultado da enquete é obvio.

charge: Mário Alberto. No twitter, @MarioACharges


quarta-feira, 9 de julho de 2014

TOP 7x1


Aqui vão as minhas 7 constatações sobre o Futebol brasileiro após o vexame dado em uma Copa do Mundo pela nossa Seleção.
  1. A defasagem técnica e tática da maioria dos treinadores profissionais de alto escalão é notória.
  2. Tecnicamente, a "safra" de atletas atualmente é inferior quando comparada com a nossa história.
  3. Há uma supervalorização inadequada de alguns salários de jogadores e treinadores no Brasil.
  4. Nas categorias de base, o importante é ser campeão. Deixamos de lado a formação inicial do atleta.
  5. A imprensa e as emissoras de TV tem forte influência sobre a organização do futebol brasileiro.
  6. Nossos atletas não são profissionais. Não encaram a vida que escolheram como uma profissão.
  7. O mundo globalizado proporcionou que nossos adversários pudessem crescer tecnicamente e taticamente. Talvez ficamos até hoje com uma "muleta" nos apoiando e acreditando que a nossa qualidade técnica e o apoio da torcida brasileira seriam fatores determinantes para que conquistássemos a sexta estrela em cima do escudo da CBF, que na minha opinião, é a principal responsável por todos os problemas citados.
Fica aberto este canal para comentários e troca de ideias. Esta discussão aqui no Brasil não tem fim, já que são mais de 200 milhões de treinadores no país.

(Foto: Reuters)

terça-feira, 8 de julho de 2014

terça-feira, 1 de julho de 2014

Jogos às 13h é um desrespeito aos boleiros!


Pelo jeito, o mais importante em uma partida de Futebol são os espectadores que ficam confortavelmente em frente ao televisor, em casa, comendo seu aperitivo e tomando a sua cervejinha. E não importa o horário do jogo. Desde que tenha audiência, o importante é o número de telespectadores.

O padrão FIFA não está longe do que é feito aqui no Brasil, onde temos partidas de Futebol às 22h00, bem no meio da semana para atender à grade de programação da emissora que detém os direitos de transmissão. 

Temos jogos da Copa do Mundo FIFA 2014 sendo disputados às 13h00, tornando praticamente impossível a ótima qualidade do espetáculo futebolísticos. O preparo físico não é respeitado pelo órgão máximo do Futebol em detrimento aos interesses comerciais do público.

Mas em algum momento os jogadores, árbitros, preparadores físicos, nutricionistas, fisiologistas entre outros profissionais foram consultados sobre os horários das partidas realizadas com o calor aqui do Brasil?

Foto: EFE